Afinal, o que são Crenças e por que eu deveria saber sobre elas?

Atualizado: 3 de Jul de 2020

Você já deve ter ouvido falar sobre crenças limitantes, crenças negativas ou crenças distorcidas. Mas você sabe o motivo dessas tal crenças te afetarem na forma como você percebe a vida? Neste post vamos falar um pouco sobre isso. Venha conferir!


Cada uma das nossas experiências de vida, especialmente na infância, é processada e armazenada como uma base de regras sobre o que podemos esperar do futuro. A gente atribui significado à vida e organizamos esses significados em crenças centrais (ou nucleares).


Nossas crenças funcionam como uma espécie de lente pela qual olhamos nós mesmos, o mundo e o futuro. E a gente vai tender a focalizar em informações que confirmam nossas crenças, e não levar em conta informações que as contrariam.


🤔 Mas o que acontece quando a gente acaba criando alguma crença distorcida da realidade?

Aí que mora o problema, pois ela fará com que percebamos as situações de forma também distorcida, gerando emoções, reações e comportamentos disfuncionais.

.

⚠️ Que tipos de crenças negativas nós podemos ter?

As crenças centrais negativas são classificadas em 3 categorias: desamparo, desamor ou desvalor. (veja exemplos de crenças centrais abaixo). É comum que na maior parte da vida a gente mantenha as crenças nucleares positivas e realistas ativadas, e tenha uma vida funcional. Porém em situações de sofrimento psicológico as crenças nucleares negativas podem ser ativadas e acabar impactando na nossa funcionalidade.



Além das crenças nucleares, existem as crenças intermediárias (ou periféricas), que se apresentam por meio de atitudes, regras e pressupostos.

.

Então: as crenças nucleares formam as crenças intermediárias (atitudes, regras e pressupostos), que geram os pensamentos automáticos - que são as avaliações e percepções diante de uma situação (que veremos no próximo post). Esses, por sua vez, geram reações emocionais, fisiológicas e comportamentais.

.

🛎 Dica: para ampliar o aprendizado, confira o post anterior: "O que é e como funciona a Terapia Cognitivo-Comportamental?" e fique de olho nos próximos conteúdos.


Instagram: @laisbrazilpsi

Facebook: @laisbrazilpsi


Referência: Terapia Cognitivo-Comportamental - Teoria e Prática - de Judith S. Beck


#psicologia#tcc#terapiacognitivocomportamental#psicoterapia#terapia#amor#saudemental#autoestima#psicologiaclinica#autoconhecimento#psicologa#psicologiapositiva#ansiedade#saude#vida#psychology#psicanalise#love#depressao#depress#amorproprio#psicologiaporamor#bemestar#mentepositiva


13 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo